logotipo tvi24

Caetano Veloso lança álbum de originais

«Zii e zie» tem um registo de rock, na linha do álbum anterior do cantor, «Cê», de 2006

Por: Redacção / PO    |   2009-03-20 14:09

O músico brasileiro Caetano Veloso edita em Abril o álbum de originais «Zii e zie», um registo de samba e rock que foi sendo construído e experimentado na Internet ao longo de 2008, noticia a Lusa.

«Zii e zie» (que significa tios e tias em italiano) integra maioritariamente originais de Caetano Veloso num registo rock semelhante ao álbum anterior, «Cê», editado em 2006.

A diferença é que no novo álbum, que sairá em Portugal a 20 de Abril, Caetano Veloso foi divulgando esboços das novas canções num blogue que criou no Verão passado, intitulado Obra em progresso.

De acordo com a imprensa brasileira, Caetano Veloso introduziu algumas composições novas nos concertos que deu em 2008 e disponibilizou-as no Youtube e no seu blogue, como «Lapa», «Lobão tem razão», «Base de Guantánamo».

Do alinhamento deverá fazer parte ainda «Menina da Ria», cuja letra faz referências a Aveiro, cidade onde Caetano Veloso actuou em Julho de 2008, no âmbito de uma série de concertos em Portugal.

No blogue, Caetano Veloso explicou ainda que para o título do novo álbum se inspirou na obra de um Nobel da Literatura.

«Escolhi o nome pela impressão curiosa (e bela) que essas palavras simples causam quando escritas juntas. As encontrei assim na tradução italiana de `Istambul¿, de Orhan Pamuk, que li na ida à Turquia, presente de uma italiana espectadora assídua dos meus shows. É um modo livre, misterioso e revelador de coisas que não sei, de nomear um disco tão lançado à aventura», escreveu.

Caetano Veloso manteve os mesmos músicos de «Cê» para fazer um disco de samba com travo rock.

Partilhar
EM BAIXO: Caetano Veloso em Lisboa (Foto Cláudio Andrade)
Caetano Veloso em Lisboa (Foto Cláudio Andrade)

EM MANCHETE
PGR explica equipa especial para investigar o caso BES
Joana Marques Vidal afirmou ser necessário ter uma «visão integrada e adequada» do processo
Governo deixa cair aumento da TSU e do IVA para 2015
Goldman Sachs emprestou 636 milhões ao BES