logotipo tvi24

Peter Jackson ameaça rodar «The Hobbit» no Leste europeu

Realizador está revoltado com o boicote de um sindicato

Por: Redacção / IGP    |   2010-09-27 16:16

Peter Jackson ameaçou transferir a produção da prequela «The Hobbit» para o Leste europeu, na sequência do boicote de um sindicato.

O site do jornal «The Guardian» informa que a organização Media Entertainment and Arts Alliance, da Austrália, apelou aos actores do projecto para que não participassem nele, visto que Jackson e os estúdios que produzem o filme, a New Line e a MGM, estão a oferecer contratos que não asseguram as condições mínimas de trabalho.

Esta organização afirma ainda ter o apoio de membros do elenco de «The Hobbit», como Hugo Weaving, Ian McKellen ou Cate Blanchett, e de congéneres dos EUA e da Inglaterra.

Num comunicado divulgado à imprensa, Jackson, realizador da prequela, condena veementemente este boicote: «Parece que temos um grande primo australiano a chutar-nos areia para os olhos, ou seja, trata-se de oportunistas que estão a usar o nosso filme para proveito político». O cineasta assegurou que não é anti-sindicalista e que trata sempre os seus actores e a sua equipa com «respeito e justiça».

Jackson ainda ameaçou deslocar a produção da Nova Zelândia para o Leste europeu, o que, de acordo com o realizador, poderá ser «muito prejudicial para o país».

Partilhar
EM BAIXO: Peter Jackson
Peter Jackson

«Noé»: Russell Crowe não consegue convencer o Papa
Estrela de Hollywood e produtores do polémico filme foram ao Vaticano, mas saíram de mãos a abanar
Snoopy, Charlie Brown e amigos em 3D
A obra de Charles Schulz chega aos cinemas em 2015 pelas mãos dos realizadores de «A idade do gelo»
Sete filmes sobre o 25 de Abril
O ciclo, que decorrerá em Lisboa, Odivelas e Santiago do Cacém, foi pensado para o público em geral, mas também para o público escolar
EM MANCHETE
Professores têm de justificar falta à prova
Só assim evitarão ser «prejudicados» no próximo concurso, esclareceu o ministro Nuno Crato
RioForte avança com pedido de falência no Luxemburgo
BES contrata Deutsche Bank como conselheiro