logotipo tvi24

Exames nacionais: o ranking das escolas

87 por cento dos estabelecimentos de ensino tiveram média positiva

Por: Redacção / CP    |   2008-10-28 22:22

Quase 90 por cento das escolas alcançaram média positiva na primeira fase dos exames nacionais do secundário, um resultado muito superior ao registado em 2007, quando só 66 por cento ultrapassaram os 9,5 valores.

96 por cento das escolas com média positiva a Matemática
Infanta Dona Maria de Coimbra volta a ser a melhor escola pública
Escolas com positiva a Português B caem de 90% para 74%

Segundo os resultados dos exames a 20 disciplinas seleccionadas pela Lusa (com base no maior número de provas realizadas na primeira fase por alunos internos), divulgados esta terça-feira pelo Ministério da Educação, 533 das 610 escolas tiveram média positiva nos exames, o que representa 87 por cento dos estabelecimentos de ensino.

A melhor: Academia de Música de Santa Cecília

Este ano, as dez escolas com a melhor média são todas privadas, enquanto que as que apresentam o pior resultado são todas públicas.

A Academia de Música de Santa Cecília, um colégio privado de Lisboa, obteve a melhor classificação, com uma média de 16,04 valores nas 55 provas aí realizadas. Por oposição, a Escola Básica e Integrada da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, registou o pior resultado, com apenas 6,5 valores de média.

Só as escolas onde se realizaram mais de cem provas

A lista das classificações regista, no entanto, algumas diferenças, se se tiver apenas em conta as escolas onde se realizaram mais de cem provas.

Nesta tabela, o Colégio de Nossa Senhora do Rosário, no Porto, apresenta o melhor resultado, com 14,77 valores de média nas 365 provas realizadas.

No último lugar da lista surge a escola básica e secundária do Cerco, no Porto, com uma média de 7,2 valores, seguida da escola Professor Mendes Remédios, em Portalegre, com 7,8.

Espanhol é a melhor disciplina, Física e Química A é a pior

Entre as 20 disciplinas seleccionadas pela Lusa, Espanhol obteve a melhor média, com 15,31 valores, seguida de Matemática A, cadeira que habitualmente apresenta maus resultados, mas que este ano regista uma média de 13,95. Já o exame de Física e Química A, com apenas 9,72 valores, teve a pior média.

Por distritos, Lisboa volta a apresentar a média mais alta, com 11,58. A pior prestação volta a ser apresentada pelos alunos do distrito de Portalegre, com uma média de 9,89, o que se repete desde 2004.

Dez escolas com a melhor média na primeira fase:

Acad. Música Sta Cecília (privado), Lisboa: 16,04
Colégio Mira Rio (privado), Lisboa: 15,12
Colégio Nossa Sra. Rosário (privado), Porto: 14,77
Colégio S. João de Brito (privado), Lisboa: 14,74
Colégio dos Cedros (privado), Porto: 14,64
Esc. Salesiana do Estoril (privado), Lisboa: 14,58
Colégio Horizonte (privado), Porto: 14,53
Colégio Moderno (privado), Lisboa: 14,52
Colégio Valsassina (privado), Lisboa: 14,30
Colégio Rainha Sta. Isabel (privado), Coimbra: 14,23

Dez escolas com a média mais baixa:

Esc. Básica/Int.Pampilhosa Serra (público), Coimbra: 6,50
EB2/3 Secundária do Cerco (público), Porto: 7,20
Escola Secundária do Rodo (público), Vila Real: 7,38
EB2/3 Sec. Pe Agostinho Rodrigues (público), Portalegre: 7,77
EB2/3 Sec. Mendes Remédios (público), Portalegre: 7,80
EBI Frei Manuel Cardoso (público), Portalegre: 7,98
EB2/3 Sec. Penalva do Castelo (público), Viseu: 7,99
EB2/3 Sec. Isidoro de Sousa (público), Évora: 8,22
Esc. Básica e Sec. Sta Maria (público), Açores: 8,25
EB2/3 Sec. Prof. Ant. Natividade (público), Vila Real: 8,28

Partilhar
EM BAIXO: Alunos à saída do exame
Alunos à saída do exame

Meco: famílias fazem ultimato ao procurador
Dão 48 horas para que disponibilize todo o processo. Se não o fizer, avançam com queixa-crime por obstrução à justiça
Esfaqueou idoso seis vezes e fugiu durante uma semana
Suspeito foi detido esta segunda-feira pela PJ de Vila Real
Suspeito de disparar contra vizinho fica com pulseira eletrónica
O crime ocorreu perto do posto da GNR do Pinhão
EM MANCHETE
PGR explica equipa especial para investigar o caso BES
Joana Marques Vidal afirmou ser necessário ter uma «visão integrada e adequada» do processo
Governo deixa cair aumento da TSU e do IVA para 2015
Goldman Sachs emprestou 636 milhões ao BES